Acadêmico - Proposta Pedagógica

Proposta Pedagógica

 

 

Recursos pedagógicos utilizados no colégio

  • Portal Educacional.
  • Biblioteca.
  • Centro Multimeios.
  • Laboratório de Informática.
  • Laboratório de Ciências, Física, Química e Biologia.
  • Lousas Interativas.
  • Quadras poliesportivas.
  • Espaço Lúdico.
  • Capela.

 

 

Hábitos de Estudos

Estudar é um hábito que faz a diferença para o futuro.

O perfil do aluno mudou, mas a necessidade de cultivar bons hábitos de estudo continua. Antes, esse trabalho era focado apenas para o Ensino Médio, hoje, o hábito de estudar deve ser estimulado desde a Educação Infantil até a última semana quando o terceirão se despede.

Para alcançar sucesso na aprendizagem é necessário, fundamentalmente, ter bons hábitos de estudo. Além disso, é preciso não limitar-se ao que a escola por meio dos professores proporciona a você, estudante.

Portanto, vá além do que é proposto, pesquise, aprofunde os assuntos e desenvolva o gosto pelo saber. Pois existem meios bons e eficientes para estudar, como também, existem meios desajeitados e dispendiosos. Por isso, atente aos bons hábitos de estudo para descobrir a melhor forma de superar as dificuldades.

Vejamos algumas orientações úteis a um bom estudo.

Ter um plano de estudo

  • Programe seu horário, não deixando para estudar na última hora.
  • A cada manhã, planeje o que vai fazer, durante o dia, a fim de poder cumprir, de modo satisfatório, as tarefas.
  • Vença a tentação de adiar o estudo, seguindo rigorosamente o horário estabelecido.
  • Um horário bem planejado impede o desperdício de tempo.
  • Nunca estude mais de duas horas consecutivas. Faça um intervalo, descanse e depois, se necessário, inicie novamente.
  • O estudo deve ser diário (pelo menos três horas por dia).
  • A matéria passada deve ser estudada no mesmo dia, para que, na hora da prova, seja necessário apenas recapitular.
  • Com um horário determinado, é possível fazer as coisas certas, no tempo certo e evitar precipitações.
  • Cumprir horário é uma das qualidades de um bom profissional.

Bons hábitos de estudo fazem toda a diferença no desempenho escolar.

Adriana Cecília Monteiro Cavalcante da Silva
Coordenadora Pedagógica

 

 

Dever de casa pra quê?

Ao iniciar o ano letivo, a animação é geral, a turma nova, as novidades para contar, pais, professores e alunos descansados. Porém esse entusiasmo dura pouco, quando a lição de casa começa a ser motivo de conflitos entre pais e professores.

A lição de casa surgiu nos Estados Unidos, nos anos 30, como parte integrante de um método de ensino para estudantes da zona rural.

A lição de casa possui uma função pedagógica importante. Além de ensinar a criança a construir uma relação de responsabilidade e autonomia, favorece o hábito do estudo. Entretanto, para que a lição de casa atinja esse objetivo, cabe ao professor orientar a criança em cada lição e esclarecer os objetivos dessa.

Os conflitos quanto à lição de casa começam a aparecer quando os pais acham que os filhos trazem lições demais para casa. A cena é comum, pais de um lado se queixando de não dispor de tempo para ajudar o filho e do outro lado a criança que às vezes não se lembra de fazer a lição ou não consegue desempenhá-la sem a supervisão de um adulto.

Mas como a lição de casa favorece muitos alunos, uma das formas de evitar esse clima de tensão que a atividade ocasiona, é o estabelecimento de um bom relacionamento entre os pais e a escola. É importante que a escola compreenda que a lição de casa é uma responsabilidade dela, e não do aluno e de sua família.

Algumas maneiras podem favorecer a realização da lição de casa, como por exemplo, criar uma rotina de estudo, disponibilizar um espaço da casa para esse fim e incentivo.
Os pais podem encorajá-las nessa responsabilidade, ao demonstrar interesse e ao dar autonomia quando oferecem sua ajuda ao invés de fazer a lição pela criança.

Artigo Revista Brasil Escola.

-